Hoteleiros de Riviera Maya atacam ao sargaço com biodigestores

04 de Março de 2019 1:17pm
Escrevendo Caribbean News Digital
rivera-maya

Num contexto no qual o sargaço é uma problemática para as praias todas do Caribe, os hoteleiros de Tulum e Praia do Carmen no México,  combaterão irão o combater com a instalação de biodigestores para o seu processamento, num projeto que irá começar no hotel Paradisus e que busca minimizar a presença do sargaço na praia, o processar após ser coletado e evitar que contamine o manto freático nos centros de recolha.

   O protótipo de biodigestor, que funciona através de enzimas que decompõem as macroalgas, tem um custo entre meio milhão até os dois milhões de dólares, segundo a capacidade de processamento, adiantou o presidente da Associação de Hotéis da Riviera Maya, Conrad Bergwerf.

   Este destino turístico mexicano tem um plano claro, e segundo Bergwef, tiveram reunião com a presidenta municipal, Laura Beristain, para verem se pôr um biodigestor em cada um dos hotéis ou um a nível municipal.

   O modelo inicial estar-se-ia implementar desde junho quando se espera a maior invasão de sargaço no Caribe mexicano.

   Segundo informou Reportur.mx, o governo federal pretende se focar em cinco pontos em matéria turística:

1.    Consolidar a integração e o desenvolvimento regional do sudeste mexicano, a partir de projetos de infra-estrutura de alto impacto

2.    Regionalizar destinos com vocação turística em macro regiões que gerem um maior equilíbrio

3.    Aumentar a despesa para ser os melhores, mais que os primeiros

4.    Conciliar o crescimento econômico com o social, isto é, o turismo como ferramenta de integração e reconciliação social que gere condições de bem-estar para os mexicanos que vivem em os destinos e que por muitos anos têm sido ignorados

5.    Diversificar os mercados para comercializar e posicionar nossos destinos e produtos turísticos

Os 5 eixos anteriores são parte da Estratégia de turismo para o período 2019-2024 do presidente mexicano Andrés Manuel López Obrador.

Back to top
The website encountered an unexpected error. Please try again later.