Air Europa desponta na classe Business

air-europa

Air Europa prossegue sua internacionalização e sua expansão nos mercados da América Latina acrescenta-se um importante crescimento, durante os meses de verão, de sua rede europeia e um notável desenvolvimento no Norte da África, onde a linha aérea se fortalece com duas novas rotas a Casablanca e Tunísia.

Air Europa incorporou este verão quatro novas rotas europeias, concretamente a Estocolmo, Atenas, Copenhague e Alghero, com as que soma um total de dezessete cidades no velho continente; e reforçou seu aposta em o Norte da África incorporando Casablanca e Tunísia em seu plano de voo regular.

Estas novas operativas alimentam, através da seu hub de Madrid, a rede transatlântica da companhia que neste ano também foi incrementada com Panamá e Medellín e, em breve, o farão com uma nova rota Iguaçu. Com estes novos destinos, Air Europa consolida-se como linha aérea que lidera o tráfico entre ambos continentes.

O plano de expansão internacional em que se encontra imerso se sustenta fundamentalmente na modernização de sua frota. No último trimestre deste ano, Air Europa incorporará três novos Boeing 787-9, o avião mais eficiente de quantos existem no mercado capaz de reduzir o tempo de voo em 40 minutos. Além disso, os novos Dreamliners, que desde o próximo setembro serão incorporados à frota de Air Europa, contam da nova classe Business com a que a companhia despontará no setor.

A nova cabine executiva, com 32 assentos que se convertem em camas totalmente dobráveis, foi desenhada especialmente para outorgar ao passageiro maior privacidade e conforto além de garantir uma experiência única a bordo. Todos os assentos flat bed, personalizados para adaptar às necessidades de trabalho ou descanso que precise o cliente, permitem o acesso direto ao corredor com o conforto que isso precisa.

Air Europa mantém seu firme compromisso com Cuba em cuja rota transportou durante o primeiro semestre deste ano quase 100.000 passageiros, registando um nível médio de ocupação de 89%, com pontas de até o 94% e evidenciado seu bom comportamento.

A ótima evolução que apresenta a rota a Havana é uma das principais vantagens para que seja operada de novo com a frota Dreamliner. De facto, desde finais de julho e durante os próximos três meses, o Boeing 787 cobrirá de novo a rota Madrid-Habana.

 

Back to top
The website encountered an unexpected error. Please try again later.