Linha aérea Ryanair blinda-se definitivamente para enfrentar um ‘Brexit duro’

11 de Março de 2019 4:53pm
Escrevendo Caribbean News Digital
companhia-aerea-ryanair

O conselho de administração da companhia aérea Ryanair aprovou em sua última reunião da passada sexta-feira restringir os direitos de voto dos acionistas britânicos e proibir que possam adquirir novos títulos, ante a perspectiva de que o Reino Unido abandone a União europeia (UE) sem acordo, o chamado Brexit duro, segundo assinalaram servidores públicos da linha aérea em um comunicado de imprensa emitido hoje à Bolsa de Londres.

Assim, a companhia e todas suas linhas aéreas subsidiárias se asseguram de que terão uma maioria da capital propriedade de acionistas comunitários de acordo ao Regulamento UE 1008/2008, um de cujos requisitos estabelece que mais de 50% de suas ações devem estar em mãos de titulares da UE, como condição para poder operar em todo o continente baixo a política de "céus abertos".

A companhia, dirigida por Michael Ou'Leary, já tinha anunciado tais medidas, no entanto, confiava em que finalmente se chegasse a uma saída amistosa da UE do Reino Unido.

Ryanair põe-se agora no pior dos cenários. Sua junta diretiva resolveu que, a partir do "dia do Brexit duro" todas as ações ordinárias e de depósito mantidas por ou em nome de acionistas não pertencentes à UE, incluído o Reino Unido serão consideradas como "ações restringidas" e serão notificadas como tal aos seus titulares.

Desta forma, os titulares de cada ação restringida "não terão direito a assistir, falar ou votar em nenhuma junta geral da companhia enquanto essas ações sejam tratadas como ações restringidas".

Assim mesmo e para evitar dúvidas, os cidadãos britânicos também não poderão comprar ações ordinárias a partir do dia do Brexit duro, uma data que poderia ser o próximo 29 de março, data oficial de saída do Reino Unido da UE.

Estas medidas entrarão em vigor no dia que os cidadãos britânicos deixem de se considerar "residentes comunitários", afirma o comunicado.

 

Back to top