Mais 40 falecidos por incêndio em voo de Aeroflot em Rússia

accidente aereo rusia

Um avião de Aeroflot incendiou-se neste domingo quando realizava uma aterragem de emergência no aeroporto moscovita de Sheremétievo, o que provocou 41 falecidos, entre eles dois meninos.
Segundo informam meios de imprensa internacionais o avião tinha descolado uma meia hora dantes do próprio aeroporto com destino a Mursmank, no norte de Rússia.
O avião acidentado é uma Sukhoi Superjet 100, da linha aérea Aeroflot, que "enviou um sinal de urgência pouco depois da descolagem. Fez uma primeira tentativa frustrada de aterragem de emergência e depois, no segundo, golpeou o andar com a fuselagem", segundo disse uma fonte aeroportuária citada pela agência Interfax.
De acordo com a agência Ria Novosti um problema eléctrico teria ocasionado um incêndio em quando o avião se encontrava no ar.
No entanto, um dos passageiros assegurou a meios russos que o incêndio a bordo começou após um segundo golpe da nave contra a pista durante a aterragem.
Segundo informa Rússia Today, na aeronave viajavam 79 pessoas, 73 passageiros e seis tripulantes. Todos eles foram evacuados, e a quantidade de mortos reportada pelo Comité de Investigação de Rússia é de 41.
Anteriormente, tinham-se registado 13 mortos e sete feridos como consequência do incêndio, que teria consumido a metade da aeronave.
O Superjet-100 foi o primeiro avião civil desenhado em Rússia depois do colapso da União Soviética. Fonte de orgulho no momento de seu lançamento, desde então tem sido criticado e teve muita pouca aceitação fosse do mercado russo e várias empresas estrangeiras têm citado problemas de confiabilidade.
Desde que começou a voar em 2008, este é o segundo acidente mortal que envolve a um Superjet 100, de acordo com o banco de dados Aviation Safety Network.

Back to top
The website encountered an unexpected error. Please try again later.